Ministério Público Federal e gestores públicos ouvem comunidade Indígena Laranjal em Jardim

Jardim- http://www.jardim.ms.gov.br - 17/07/2014
Representantes de diversos setores públicos das esferas federal estadual e municipal estiveram no dia 16 de julho em reunião com a comunidade do Acampamento Indígena Laranjal, localizado no município de Jardim.

A reunião foi uma iniciativa do Ministério Público Federal através da Procuradoria da República, onde os Procuradores da República juntamente com representantes da FUNAI, SESAI, DNIT, AGRAER, Prefeitura Municipal de Jardim e Câmara de Vereadores ouviram os questionamentos e solicitações da comunidade indígena local.

Também foram tratados assuntos como a demarcação da terra indígena e a prestação de serviços públicos essenciais aos índios daquela comunidade, que de acordo com o Procurador da República, Ricardo Pael Ardenghi, "é de dever de todos os órgãos públicos zelar pelo bem estar da comunidade indígena, principalmente nos quesitos de Educação e Saúde Básica, de competência da administração municipal."

"Prestar assistência aos indígenas é responsabilidade de todo o poder público inclusive da prefeitura e da câmara municipal, nessas reuniões convidamos prefeitos e vereadores para promover uma aproximação entre a comunidade e os gestores públicos," disse.

O vice prefeito, Renato Miranda e os vereadores, Professor Serginho e Zé Preto acompanharam os procuradores até o local e participaram da reunião se interando dos fatos e falando sobre o que já acontece em atendimento realizado pela prefeitura.

Falando pelo grupo de 32 habitantes do acampamento, a indígena Lucia disse que não existem reclamações quanto à saúde e educação, elogiando o atendimento das unidades de saúde de Jardim, que sempre tem atendido a comunidade quando é necessário. Ela também agradeceu pelo trabalho do Transporte Escolar realizado, contando que o ônibus passa regularmente de manhã e de tarde no local levando os alunos até a Escola Municipal Estácio Cunha Martins, no Distrito do Boqueirão, estando todas as crianças matriculadas e frequentando as aulas.

"Ficamos felizes com as palavras de Dona Lúcia, que mostrou que a prefeitura de Jardim está fazendo a sua parte. Isso nos mostra que estamos no caminho certo, cumprindo com nossas obrigações em atenção com toda a população sem nenhum tipo de omissão ou exclusão social," disse o vice prefeito Renato Miranda.

Estiveram presentes os Procuradores da República Ricardo Pael Ardenghi e Luciana de Miguel Cardoso Bogo; o representante da FETAGRI, José Martins; o Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Jardim, Oscar Maciel; o responsável pelo polo base Bonito/MS da Secretaria Especial de Saúde Indígena, Luiz Leite de Souza; a Enfermeira do polo base Bonito/MS da Secretaria Especial de Saúde Indígena, Thaisa Dias; o Engenheiro do DNIT, Carlos Madri; o Chefe de Divisão FUNAI Dourados, Sílvio Raimundo da Silva; o Procurador Federal da PFE/FUNAI-Dourados, Leandro Konjedic; o Indigenista Especializado, Mauricio José; o Indigenista Especializado, Crizantho Alves Fialho Neto; a Diretora do Departamento de Agropecuária e Agricultura Familiar, Tânia Maria Miranda; o Controlador Interno, Celso Arruda e o Procurador Geral de jardim, Juliano da Cunha Miranda.



http://www.jardim.ms.gov.br/ministerio-publico-federal-e-gestores-publicos-ouvem-comunidade-indigena-laranjal-em-jardim/
PIB:Mato Grosso do Sul

Related Protected Areas:

  • TI Bacia Apapegua
  •  

    As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.