Indígenas de Faxinal de Catanduvas reúnem-se com vice-governador

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTICIAS - 27/11/2007
O vice-governador Orlando Pessuti reuniu-se nesta terça-feira (28), no Palácio das Araucárias, em Curitiba, com índios Caingang e Guarani da comunidade Faxinal de Catanduvas, localizada na cidade Cândido de Abreu. Eles foram agradecer ao Governo do Estado os investimentos realizados na agricultura indígena, como a aquisição de 63 mil quilos de sementes para atender a demanda das comunidades indígenas no Paraná.

"Os índios tiveram recentemente uma dificuldade muito grande para obter sementes para o plantio nas aldeias. Então, o Governo do Paraná socorreu as comunidades com a aquisição, via Iapar, de sementes de feijão preto, feijão carioca e milho", disse o assessor para Assuntos Indígenas da Secretaria Estadual de Assuntos Estratégicos (Seae), Edvio Battistelli.

Foram doados 63 mil quilos de sementes variadas para atender a demanda das comunidades indígenas de Caingang e Guarani no Paraná, contou Battistelli. "Além de agradecer ao Estado pelas sementes, eles vieram focados na possibilidade de, em 2008, aderirem ao programa estadual Trator Solidário, que, atualmente, atende a necessidade da agricultura familiar não-indígena, mas que, segundo o governador e o próprio secretário da Agricultura, deve ser estendido aos indígenas no ano que vem", ressaltou.

A comunidade Faxinal de Catanduvas participa de diversos programas estaduais e foi a primeira comunidade indígena a receber o Leite das Crianças. "Queremos agradecer ao governador Requião, ao vice-governador Pessuti e ao deputado Romanelli por tudo que eles fizeram, como a construção das moradias nas comunidades indígenas, a compra das sementes e a doação, no ano passado, de 150 toneladas de calcário. Ficamos muito contentes", afirmou o cacique Pedro Hejhej Lucas.
PIB:Sul

Related Protected Areas:

  • TI Faxinal
  •  

    As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.