Índios se rebelam contra cacique

Gazeta do Povo (PR) - http://www.gazetadopovo.com.br/ - 26/04/2010
Membros de comunidade indígena caingangue, exilados pelo líder da tribo, retornam e tiram o chefe do poder maringá

Índios caingangues expulsos da aldeia de Faxinal de Catanduva, em Cândido de Abreu, na região central do Paraná, voltaram ao local e invadiram a reserva para protestar contra o cacique Pedro Luca. A revolta foi motivada pelo remanejamento de famílias para outras aldeias, decisão que cabe ao cacique, mas que não agradou aos índios que tiveram de sair. A invasão ocorreu na madrugada de sábado e resultou na deposição de Luca pelos índios rebelados.

Armados com pedaços de pau, os índios saíram de Ortigueira e Manoel Ribas com destino à aldeia. A maioria havia sido despejada da vila. Por estar em viagem, o então cacique não estava no local na hora da invasão. "Se tivesse poderia ser fatal", disse Dário Moura, técnico indigenista da Fundação Nacional do Índio (Funai) na região. A mulher e a filha de Luca foram feridas durante o confronto. Provavelmente, o cacique deposto está um esconderijo.

Segundo os costumes dos caingangues, o cacique tem o poder de escolher quais índios podem ou não morar dentro da área que ele chefia. Quando algum membro não é bem vindo, o chefe pode ordenar que ele se mude para outra reserva. Nos últimos tempos, os remanejamentos tornaram-se mais constantes e os envolvidos começaram a questionar as decisões tomadas.

Os rebelados colocaram ou­­tros dois homens da comunidade na liderança. Ontem, parte dos índios invasores voltou para as localidades de origem, mas outros ainda ficaram na aldeia para se certificar de que o ex-cacique não voltará ao posto. A Polícia Militar não interveio na situação. A aldeia é território federal e apenas a Polícia Federal pode agir nesses casos mediante autorização da Funai.

Escritórios fechados

A situação ocorrida em Cândido de Abreu, neste final de semana, foi comunicada à coordenadoria da Funai em Chapecó, já que os três escritórios regionais no Paraná foram fechados em dezembro passado por decreto. O Paraná conta com cerca de 14 mil índios aldeados. A maioria é formada por caingangues e guaranis, mas também são encontrados xetás e xoklengs.

http://www.gazetadopovo.com.br/vidaecidadania/conteudo.phtml?tl=1&id=996298&tit=ndios-se-rebelam-contra-cacique
PIB:Sul

Related Protected Areas:

  • TI Faxinal
  •  

    As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.