Indígenas de Brasilândia adquirem máquinas no Projeto Pintando e Aprendendo Ofaié

Jornal Dia a Dia- http://www.jornaldiadia.com.br - 19/07/2014
A comunidade indígena Ofaié, do município de Brasilândia-MS, no dia 17 de julho último tinha razões de sobra para estar alegre. Naquele dia chegaram à aldeia Enodi as máquinas de estampar camisetas e fabrico de chinelos, além de materiais de pintura e artesanato que as mulheres da aldeia tanto esperavam.

O material que faz parte do projeto Pintando e Aprendendo Ofaié é desenvolvido pelas mulheres e crianças da aldeia, e coordenado pela Associação Hankrägani de Produtores Ofaié, que tem como presidente o indígena Prof. Silvano de Moraes.

O projeto que vem sendo realizado pela comunidade desde abril deste ano, conta com o patrocínio da empresa Fibria Celulose S.A. prevê também o desenvolvimento de atividades com as crianças da aldeia na recuperação da língua materna, com a construção de um parquinho e colocação de instrumentos de som a disposição das crianças para a prática e revitalização da língua Ofaié, que hoje é um dos idiomas denunciado pela UNESCO com grave risco de extinção.

Para dona Lídia Siqueira, esposa do vice Cacique, Juraci Lins, que é uma das coordenadoras da iniciativa, o projeto "é uma oportunidade para nós recuperar a cultura e ter uma trabalho manual que ajude na renda das nossas famílias, além de ser muito gostoso pintar e bordar", explica.

As estampas que serão impressas nas camisetas e chinelos são desenhadas e produzidas pelos próprios indígenas, buscando a valorização da arte e produção iconográfica desta etnia. A ideia é procurar criar junto com a comunidade uma marca de valorize a cultura e a língua Ofaié, "a única língua falada no mundo que está aqui em Brasilândia", lembra o Prof. Silvano, que, juntamente com o Cacique José de Souza, dão todo o apoio e incentivo ao projeto.



http://www.jornaldiadia.com.br/news/noticia.php?Id=33518#.U817IKHSWcM
PIB:Mato Grosso do Sul

Áreas Protegidas Relacionadas

  • TI Ofaié-Xavante
  •  

    As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.