Servidores mandam carta a Temer contra indicação política na Funai

Campo Grande News - https://www.campograndenews.com.br - 29/09/2017
Em carta ao presidente Michel Temer, servidores da Funai protestaram contra a nomeação do novo coordenador regional do órgão em Dourados, Fernando da Silva Souza, nomeado através de portaria publicada no dia 18 deste mês no Diário Oficial da União.

No documento, também endereçado ao presidente da fundação Franklimberg Ribeiro de Freitas, ao ministro-chefe da Casa Civil Eliseu Padilha e ao ministro da Justiça Torquato Jardim, os funcionários reclamam de interferência por interesses políticos no comando da regional que atende pelo menos metade dos 50 mil índios de Mato Grosso do Sul.

Servidor concursado na UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) e com atuação nos conselhos estadual e nacional de saúde indígena, Fernando teve aval do deputado federal Geraldo Resende (PSDB). Ele nega e diz que a escolha foi de Franklimberg de Freitas.

"Não apresentamos aqui uma posição particular em relação ao nome apresentado, mas à forma como tal decisão foi tomada, sem qualquer diálogo com o movimento indígena, particularmente a Aty Guasu (maior organização Guarani e Kaiowá e principal articulação do movimento indígena na região) ou com os servidores da Coordenação Regional de Dourados. Tal procedimento revela uma postura que não dialoga com os princípios da política indigenista brasileira", afirma a carta, à qual o Campo Grande News teve acesso.


Servidor de carreira


O documento, assinado por 16 funcionários da coordenação em Dourados, lembra a Michel Temer, aos ministros e ao presidente da Funai que a nomeação de Fernando Souza contrariou posição tomada pela Aty Guasu, em encontro com o então presidente da fundação, Antônio Costa, em fevereiro deste ano, na área Guayviry, em Aral Moreira.

"A Aty Guasu se manifestou publicamente pela continuidade na gestão da coordenação do servidor José Vitor Dalla Nora. As lideranças ali presentes afirmaram claramente que não aceitariam qualquer nomeação por motivação político-partidária", afirma a carta. José Vitor assumiu o temporariamente o cargo em fevereiro deste ano, após a exoneração de Vander Aparecido Nishijima, que era da cota do PT.

Os funcionários afirmam que a posição da Aty Guasu tem apoio da equipe, que defende a nomeação de um servidor de carreira para comandar a coordenação regional. "O trabalho realizado há anos nessa coordenação não pode ser refém dos sabores e dissabores do jogo político nacional", afirma a carta.


Índios


Apesar da manifestação da Aty Guasu pela manutenção de José Vitor no cargo, ignorada pela presidência da Funai, lideranças das aldeias de Dourados, ouvidas pelo Campo Grande News, afirmam que a comunidade local está satisfeita com a escolha. "Vamos organizar uma manifestação para demostrar apoio ao Fernando, pois há indivíduos não indígenas que estão fazendo um documento contra a portaria", afirmou uma liderança da aldeia Jaguapiru.

Da etnia Terena, Fernando Souza tem forte atuação em defesa das aldeias de Dourados. Auxiliar de enfermagem, mas concursado como técnico de biblioteca da UFGD, Fernando coordenou o núcleo de assuntos indígenas da prefeitura. Formado em administração e pós-graduado em gestão de políticas sociais, foi candidato a vereador no ano passado pelo SD, teve 1.091 votos, mas não conseguiu se eleger.



https://www.campograndenews.com.br/cidades/interior/servidores-mandam-carta-a-temer-contra-indicacao-politica-na-funai
PIB:Mato Grosso do Sul

Áreas Protegidas Relacionadas

  • TI Dourados
  • TI Bacia Amambaipeguá
  •  

    As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.