Rodovia SC-480 permanece bloqueada por índios no Oeste de Santa Catarina

Diário Catarinense - http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/ - 22/09/2010
As duas rodovias que passam pela Aldeia Xapecó, nos municípios de Ipuaçu e Entre Rios, no Oeste de Santa Catarina, permanecem bloqueadas pelos índios na madrugada desta quarta-feira. Um dos bloqueios foi no quilômetro 67 da SC-480, entre Ipuaçu e Bom Jesus. O outro foi numa estrada municipal, entre Bom Jesus e Entre Rios.

A Polícia Rodoviária Estadual orientou o desvio pela SC-467 até a comunidade de Passo das Antas, em Abelardo Luz, e, depois, por uma estrada de chão de 12 quilômetros, até Ipuaçu. Quem quiser ir para Entre Rios também tem que fazer este caminho.

Os índios reivindicam melhor atendimento de saúde. Eles cobram remédios, consultas, e acusam a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) de não cumprir sua função no atendimento da população. O cacique da Aldeia Xapecó, Gentil Belino, disse que há um mês a Funasa não paga a farmácia que fornece medicamentos.

Outro problema é com o transporte. Há apenas sete veículos para 14 comunidades, que atendem uma população de 6 mil pessoas. E a maioria fica a mais de 10 quilômetros dos postos de saúde. Além disso, o combustível é insuficiente, e não há motoristas de urgência e emergência nos finais de semana.

Caciques de outras aldeias estiveram em Ipuaçu para apoiar a manifestação. De acordo com o presidente dos Caciques Indígenas de Santa Catarina, Abaria dos Santos, da Aldeia Imbu, em Abelardo Luz, os problemas com a Funasa são similares em outras aldeias.

O prefeito de Ipuaçu, Denilso Casal, disse que apoia a manifestação. Ele afirmou que aumentou as despesas com saúde de 15% para 21% devido ao atendimento precário da Funasa.

A Funasa informou às lideranças indígenas que as reivindicações estão sendo analisadas e deve ser dada uma resposta nesta quarta-feira. A reportagem do Diário Catarinense procurou a unidade da Fundação em Chapecó, e uma funcionária informou que os esclarecimentos deveriam ser feitos em Florianópolis. A equipe tentou contato com telefones fixos e celular, mas sem sucesso.


http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default.jsp?uf=2§ion=Geral&newsID=a3048524.htm
PIB:Sul

Áreas Protegidas Relacionadas

  • TI Xapecó
  • TI Xapecó Glebas A e B
  •  

    As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.