Terra Indígena Kaxinawa da Colônia Vinte e Sete

Área habitada por Huni Kuin.

1

Povos

114

População na TI

105

Área (ha)

14

Notícias

Situação Jurídica Homologada
Jurisdição Legal Amazônia Legal
Estados (UF) AC
Índios isolados? Não
Faixa de fronteira? Sim
Sobreposições 0

Mapa

Municípios

Municípios com incidência nesta Terra Indígena

Municípios - Terra Indígena Kaxinawa da Colônia Vinte e Sete

# UF Município Área do Município (ha) % do município coberto pela TI
1 AC Tarauacá 1.555.343,00
0,01 %

Direitos Territoriais

Etapa de de reconhecimento oficial: Homologada (Decreto 268 - 30/10/1991)

Conheça a etapa do processo de reconhecimento oficial em que esta Terra Indígena se encontra.

1 - Em Identificação
2 - Identificada
3 - Declarada
4 - Homologada e/ou Registrada no CRI e/ou SPU
100% Concluída

Homologada por Decreto 268 - 30/10/1991

Histórico Jurídico

Acompanhe em detalhes o Histórico Jurídico desta Terra Indígena

Atos Normativos Incidentes - Terra Indígena Kaxinawa da Colônia Vinte e Sete

Documento Etapa Número Data Publicação
Decreto HOMOLOGADA. REG CRI E SPU. 268 29/10/1991 30/10/1991
Portaria EM IDENTIFICAÇÃO. 1.648/E 11/06/1984

Povo e demografia

Segundo dados recentes, 114 pessoas vivem nesta TI.

Povo Família Linguística Língua
Huni Kuin Pano Kaxinawa
Ano População na Terra Indígena Fonte
2010 114 IBGE
2003 70 Funai/Rio Branco
1999 95 CPI/AC
1994 57 UNI/AC

Ambiente

Fitofisionomia

Tipo de Cobertura Vegetal Cobertura (%)
Floresta Ombrófila Aberta 100,00

Bacias Hidrográficas

Bacia Abrangência (%)
Jurua 100,00

Biomas

Bioma Cobertura (%)
Amazônia 100,00

Gestão

Distribuição da presença do Estado por meio da Funai e da Sesai

Fundação Nacional do Índio (Funai) Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai)
Coordenação Regional (CR) Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI)
Juruá abrangência Alto Rio Juruá (AC) abrangência
 

Agentes

Agente Tipo
MISSÃO EVANGÉLICA
Comissão Pró-Índio do Acre (CPI-AC) ONG

Organizações Indígenas

Existem registros de 4 Organizações Indígenas na região

Nome Sigla
Organização dos Agricultores Kaxinawá na Terra Indígena Colônia 27 OAKATI 27
Organização dos Povos Indígenas de Tarauacá e Rio Jordão OPITARJ
Organização dos Povos Indígenas do Acre, Sul do Amazonas e Noroeste de Rondônia OPIN
Organização dos Povos Indígenas do Rio Tarauacá OPITAR

Projetos com participação indígena

Existe registro de 1 Projeto na região

Nome Convênio Ano de Início Enfoque
XXI Curso de Formação de Agentes Agroflorestais Indígenas (AAFIs) PETROAMB (AC) 2012

Principais Ameaças

Ameaças ao ambiente e à vida do(s) povo(s) indígena(s) - Terra Indígena Kaxinawa da Colônia Vinte e Sete.

Desmatamento na Amazônia Legal

Este tema apresenta a análise dos dados de desmatamento produzidos pelo Projeto de Monitoramento do Desflorestamento na Amazônia Legal (Prodes), que mapeia somente áreas florestadas da Amazônia Legal. Os dados do Prodes não incluem as áreas de cerrado que ocorrem em muitas Terras Indígenas no bioma Amazônia.


Total identificado de desmatamento acumulado até 2000: 83 hectares
Total identificado de desmatamento acumulado até 2002: 83 hectares

Focos de calor

Área de abrangência do ponto: um foco indica a possibilidade de fogo em um elemento de resolução da imagem (pixel), que varia de 1 km x 1 km até 5 km x 4 km. Neste pixel pode haver uma ou várias queimadas distintas, mas a indicação será de um único foco. Se uma queimada for muito extensa, será detectada em alguns pixeis vizinhos, ou seja, vários focos estarão associados a uma única grande queimada.

Sobreposições

Não existem sobreposições desta Terra Indígena com Unidades de Conservação.

Notícias

Total de 14 notícias sobre a Terra Indígena Kaxinawa da Colônia Vinte e Sete na base de dados RSS

Ver todas as notícias desta área protegida

 

As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.