Reserva Indígena Inhacapetum

Área habitada por Guarani e Guarani Mbya.

1

Povos

180

População na TI

236

Area (ha)

4

Notícias

Situação jurídica RESERVADA.
Jurisdição Legal Outros
Estados (UF) RS
Presença de isolados? Não
Faixa de fronteira? Sim
Sobreposições 0

Mapa

Não há informação de plotagem para esta Terra Indígena.

Direitos Territoriais

Situação oficial de reconhecimento: RESERVADA. (Decreto 40.483 - 30/11/2000)

Descubra qual é o estado de reconhecimento oficial desta terra.

1 - Em Identificação
2 - Identificada
3 - Declarada
4 - Homologada e/ou Registrada no CRI e/ou SPU
100% Concluído

RESERVADA. por Decreto 40.483 - 30/11/2000

Histórico jurídico

Fique por dentro do histórico jurídico desta Terra Indígena

Atos Normativos Relacionados - Reserva Indígena Inhacapetum

Document Estágio Número Data Publication
Decreto RESERVADA. 40.483 29/11/2000 30/11/2000

Povos e Demografia

De acordo com informações recentes 180 pessoas vivem nesta TI.

Povos Liguistic family Language
Guarani Tupi-Guarani Guarani
     Guarani Mbya Tupi-Guarani Guarani
Ano População na Terra Indígena Fonte
2010 180 Funasa/Passo Fundo
2009 140 Funasa

Gestão

Distribuição da presença do Estado através da Funai e Sesai

Fundação Nacional do Índio (FUNAI) Secretaria Especial de Saúde Indígena
Coordenação Regional (CR) Distrito Sanitário Indígena
Passo Fundo coverage Litoral Sul (RJ/SP/PR/SC/RS) coverage

Organizações Indígenas

Não há registros de Organizações Indígenas para Reserva Indígena Inhacapetum.

Projetos com participação indígena

Não há registros de projetos para Reserva Indígena Inhacapetum.

Pressões e ameaças

Não há registros de pressões e ameaças para esta área

Notícias

Total de 4 notícias sobre a Terra Indígena Inhacapetum na base de dados RSS

Ver todas as notícias desta área protegida

 

As notícias publicadas neste site são pesquisadas diariamente em diferentes fontes e transcritas tal qual apresentadas em seu canal de origem. O Instituto Socioambiental não se responsabiliza pelas opiniões ou erros publicados nestes textos. Caso você encontre alguma inconsistência nas notícias, por favor, entre em contato diretamente com a fonte.